sábado, 10 de março de 2012

LLC: Paris É Uma Festa

Autor: Ernest Hemingway
Ano Publicação: 1964
Nota:7


Quem nunca sonhou em ir à Paris? Cidade Luz, destino dos amantes e dos boêmios, capital da cultura, das artes, da moda, da gastronomia e do amor. Ou, ainda, nas palavras de Hemingway, uma festa ambulante. Ou la la...

No ano passado, ao sair do cinema após assistir o apaixonante filme de Woody Allen, Meia-Noite em Paris, resolvemos de vez incluir a cidade em nosso roteiro pela Europa no final do ano. Meu irmão, com ambições um tanto mais singelas, foi até uma livraria e se permitiu comprar uma obra que retratava a Paris do filme, descrita por um famoso autor americano que viveu na capital francesa nos anos de 1920.

Paris é um Festa traz os relatos de Hemingway sobre a Paris que os artistas e escritores da génération perdue tanto amavam e cultuavam. Uma Paris bem diferente do glamour e da pompa que temos em nosso senso comum, onde na verdade artistas pulavam refeições para honrar o aluguel, mas que jamais perdia o brilho e o encanto para embalá-los e inspirá-los em suas criações. Tão gostoso quanto as descrições dos lugares e da vida de Hemingway na Cidade Luz é saciar a curiosidade de saber como eram e viviam nomes tão famosos quanto Ezra Pound, F. Scott e Zelda Fitzgerald, T. S. Eliot, entre outros. O mais gostoso de tudo é que Hemingway deixa no ar a real veracidade das descrições de seus personagens reais, ao afirmar ainda no prefácio que ele utiliza da licença poética para dar um tom ficcional à sua narrativa. O elemento dúvida ao meu ver só enriquece a obra. Ainda mais pra quem já amou as figuras caricatas de Woody Allen. Seria Gertrudes Stein, por exemplo, mais parecida com a visão Hemingwayniana ou a Woodyalleana?

Paris é uma Festa conta ainda sobre as experiências de leitura do autor quando em Paris. Foi lá que ele conheceu os romances russos, por exemplo, e era através de sua amiga Sylvia Beach, dona da famosa livraria Shakespeare & Company, que ele mantinha contato com os textos em inglês. É claro que desde o término desta leitura a livraria de Sylvia se tornou destino certo em nosso roteiro, mas vou deixar pra falar mais deste lugar mágico em um outro post.

Pra encerrar o post à altura do título da obra, deixo o trailer do delicioso filme vencedor do Oscar 2012 e também algumas fotos da nossa festa na Cidade Luz. Sem dúvida, um passeio encantador, ainda mais após assistir a um filme e ler um romance que exaltam a bela capital francesa.



Colocando a cereja no bolo pra festa ficar completa.


Esperando dar meia-noite pro carro vir nos levar aos anos 20.


Nenhum comentário:

Se você gostou deste post, pode ser que goste também destes...