sexta-feira, 30 de setembro de 2011

LLC: Como Motivar Pessoas

Autor: Iain Maitland
Ano Publicação: 2000
Nota: 6





Pensando nos homens primitivos em suas iniciais movimentações em grupos de caça, podemos imaginar que o trabalho em equipe é algo quase que natural. De fato os homens das cavernas se organizavam para ganharem sinergia e se tornarem mais produtivos, visando por fim atenderem suas necessidades individuais. No entanto, trabalhar em grupo é bem diferente de trabalhar em equipe.

Segundo o dicionário on line Priberam temos:

grupo | s. m.
1. Número de pessoas ou de coisas que formam um todo.
2. Pequena associação.
3. Conjunto de palavras subordinadas a um núcleo e que forma um constituinte da frase (ex.: grupo nominal, grupo verbal). = SINTAGMA
4. [Matemática] Em álgebra moderna, conjunto de elementos da mesma natureza que contém, com cada elemento, o seu inverso, e, com cada grupo de elementos, a sua resultante.

equipe | s. f.
1. Grupo de pessoas reunidas para uma mesma tarefa ou ação.
2. [Esporte] Grupo de pessoas que praticam a mesma modalidade desportiva.esportiva e entram juntas numa competições.

Logo na primeira definição da palavra equipe vemos o termo grupo; no entanto, o contrário não acontece. No meu entendimento, um grupo é uma mera associação, enquanto uma equipe é um grupo que tem uma meta clara e objetiva. Muitas vezes ocorre do grupo ter um objetivo comum e cada um focar no seu próprio caminho, como no caso do homem primitivo. Para assuntos referente ao objetivo, recomendo a leitura do livro A Meta.

Trabalhar em equipe é algo complicado, requer esforço individual e do coletivo. Para entregar este esforço, as pessoas devem se encontrar motivadas.
Com o objetivo de demonstrar o que é motivação e as formas de se obter uma equipe realmente motivada, a Você S/A publicou em 2000 a tradução do livro Motivating People do escritor e conferencista Iain Maitland. Tanto pelo preço acessível da obra quanto pela qualidade do conteúdo, o livro se tornou item de leitura obrigatória em muitas empresas do Brasil.
Além de citar teorias clássicas como “A pirâmide de necessidades” de Abraham Maslow, “A teoria dos dois fatores” de Frederick Herzberg e “A teoria da expectativa” de Victor H. Vroom, o livro foca na questão da liderança e seus diferentes estilos. Demonstra ainda a importância do exemplo, condizendo a fala e a prática do gestor, e aponta a comunicação como ponto fundamental para o desenvolvimento de uma equipe de sucesso.
Como citação favorita do livro aponto a questão da meta em comum:

Certifique-se de que todos saibam em que consiste sua carga de trabalho, quais os padrões e metas e o que será realizado em termos de objetivos pessoais, departamentais e organizacionais. Tente agrupar tarefas e trabalhos correlacionados, entregando-os à mesma equipe. Em conseqüência, isso irá incentivar os componentes a organizar o trabalho entre eles mesmos e a cooperar mutuamente, a fim de terminar o trabalho com êxito e a tempo. Certifique-se de que toda a equipe concorda com o que se está fazendo, quando e por quê, pois isso irá auxiliá-los a se unirem e a trabalharem de maneira coesa.

Outra frase da obra que me identifico bastante: “Dentro do trabalho, todos querem se sentir realizados, todos querem mostrar que estão dando o melhor de si e que, na medida do possível, fazem avanços.”

Li este livro pela primeira vez no começo de 2007. Sempre recorro a obra quando o assunto é motivação.

Não me esqueço de uma frase que escutei faz algum tempo do filósofo norte-americano William James sobre o assunto: “O passarinho não canta porque está feliz. Ele está feliz porque canta.

Por falar em motivação, a RSA fez uma animação bem interessante da palestra de Daniel Pink sobre seu livro "DRIVE - The surprising truth about what motivates us". Este livro encontra-se na lista para próximas leituras. Espero que gostem do vídeo (aproveite para treinar o inglês).


(Achei com legenda neste link em 19/10/2011)

Nenhum comentário:

Se você gostou deste post, pode ser que goste também destes...