terça-feira, 25 de janeiro de 2011

LLC: O Príncipe

Autor: Nicolau Maquiavel
Ano Publicação: 1532
Nota: 9



Engraçado como usamos palavras no cotidiano e não nos damos conta de sua origem. Há de se ver o termo maquiavélico que significa "em que predomina a astúcia, a má-fé e o oportunismo", segundo o dicionario eletrônico Priberam. Toda via, sua origem se dá no nome deste autor tao discutido ate hoje. Nicolau Maquiavel escreveu estas orientações  para o comportamento de um príncipe com o intuito de auxiliar o Duque Lourenço de Médici. O autor está longe de ser mal (assim como tambem está longe de ser bom). Assim, a palavra maquiavélico retrata um quadro de uma forma a demais tendenciosa.

Nada mais que um estudo do comportamento humano da época. Falando assim aparento inicialmente minimizar o texto. No entanto se fosse um livro de menor grandeza não teríamos tantos estudos acadêmicos demonstrando sua magnitude e as citações da obra não seriam tao repetidas mundo a fora. Desta forma, é fundamental contextualizar esta obra estudadas em tantos campos do conhecimento humano.

Já havia me familiarizado com parte do texto durante o curso de economia. No ano de 2006 li a totalidade da obra retirando diversas citações, importantes no contexto do livro para releituras e eventuais usos. Este livro me ensinou a "durante a bonança preocupar-me com tempestades futuras".

Muitas vezes ao escutar comentários sobre O Príncipe verifica-se um retórica na frase "os fins justificam os meios". No entanto a riqueza dos conselhos aos jovens príncipes se encontra justamente nos argumentos sobre a escolha entre ser amado ou odiado, nos atributos necessário aos aliados e aos inimigos e em uma ideia interessante de como a fortuna influencia os homens.

A obra é obrigatória para o entendimento do pensamento típico do Renascimento.

Nenhum comentário:

Se você gostou deste post, pode ser que goste também destes...